Um casamento realmente real

O dia 19 de maio de 2018 com certeza será inesquecível para todos nós, que tanto amamos cerimônias de casamento. Lá em Windsor, no Reino Unido, aconteceu o casamento real do príncipe Príncipe Harry e da atriz americana Meghan Markle, agora conhecida oficialmente como duquesa de Sussex. A cerimônia uniu tradição à modernidade, representando exatamente a personalidade do casal.

Quebra de tradições

Não, não é desaforo. Quebrar tradições significa imprimir sua marca àquele evento que se refere exclusivamente à felicidade dos noivos, sem jamais faltar com respeito a todos os envolvidos no ritual. E é preciso muita sutileza e sensibilidade para que isso dê certo.

A noiva subiu as escadarias sozinha e depois foi conduzida ao altar pelo sogro, o príncipe Charlie. Ela, assim como sua falecida sogra, a princesa Diana, também omitiu do juramento a obediência ao marido.

Cerimônia

O bispo episcopaliano Michael Bruce Curry e o Arcebispo de Canterbury, Justin Welby, membro superior do clero da Igreja Anglicana, oficializaram a união do casal com o apoio do Dean of Windsor David Conner, que conduziu os rituais. Uma forma encontrada para homenagear a princesa Diana no dia do casamento de seu filho foi transferindo a uma de suas irmãs, a Lady Jane Fellowes, a leitura da Bíblia.

Vestido

{DIVOOOO} A noiva optou por um vestido longo branco de cady de seda com pouco volume na saia. O modelo possui um decote canoa, que mostra parte dos ombros da atriz. O vestido ainda possuía uma manga longa, deixando apenas parte do braço da duquesa de fora. Foi desenhado pela estilista Clare Waight Keller, diretora de arte da marca francesa Givenchy.

Véu

O Palácio de Kensington divulgou em seu twitter que o véu utilizado tinha cinco metros, feito de tule de seda e representando a flora e a união dos 53 países da organização intergovernamental Commonwealth. Para isso, flores delicadas foram bordadas por todo o tecido.

Coroa

De acordo com a revista Veja, Meghan não usou a "tiara Spencer", a relíquia de família com que sua sogra, a princesa Diana, se casou com o Príncipe Charles, em 1981. No entanto, a duquesa optou por uma tiara que representa a herança da família real: a peça em diamantes pertenceu à rainha Mary, avó de Elizabeth 2ª, e foi feita em 1932.

Você também pode ter um casamento real

Não de realeza, mas você pode sim ter um casamento real dentro dos seus sonhos e possibilidades. E se até a cerimônia mais aguardada dos últimos tempos teve um “cadinho” de personalização, imagine o que uma celebrante experiente e que tem o amor como matéria prima pode fazer pelo seu grande dia? Acompanhe aqui no blog e nas redes sociais as cerimônias mais lindas, leves e únicas de todos os tempos.

“O amor é o único caminho", Martin Luther King